Curso técnico integrado em Química do Instituto Federal de Santa Catarina: um olhar a partir da sustentabilidade

  • Daiane Netto Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) / Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS)
  • Tarusa Carvalho Pereira da Silva Luna Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC) - Campus Florianópolis
  • Jaqueline Tondato Sentinelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - Campus Florianópolis
Palavras-chave: Educação Profissional e Tecnológica, Ensino Médio Integrado, Sustentabilidade

Resumo

A relação atual entre seres humanos-sociedade-natureza está caracterizada pela excessiva utilização de recursos naturais, causando mudanças de ordem física, química e biológica no equilíbrio ecológico. Um novo modelo de desenvolvimento com características sustentáveis necessita de um projeto de educação que reconstrua valores, habilidades, capacidades e processos permitindo desenvolver, recriar e transformar constantemente a sociedade rumo à sustentabilidade. Diversos autores, da área da educação, defendem que a pedagogia e o currículo podem ser processos estratégicos para essa transformação. No Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), a sustentabilidade está elencada como um de seus valores, pautada na responsabilidade ambiental, social e econômica. Pelas suas características, os Institutos Federais e o IFSC, são espaços importantes para práticas de ensino e aprendizagem que promovam transformações no que se refere à construção de uma sociedade mais sustentável. Desta forma, é pertinente verificar como a sustentabilidade está presente nos currículos dos cursos técnicos integrados guiando as práticas docentes. O curso Técnico Integrado de Química do IFSC, associado a temas transversais que envolvem preservação ambiental e sustentabilidade, exerce fundamental importância para a compreensão tanto dos processos químicos quanto das consequências da ação humana na natureza, pois forma trabalhadores-cidadãos que atuarão em atividades que podem ser potencialmente poluidoras. Assim, este trabalho tem o objetivo de analisar o Projeto Pedagógico de Curso (PPC) do Curso Técnico Integrado em Química do IFSC-Florianópolis em relação à sustentabilidade. Para tanto, foi utilizada a Pesquisa Documental e Análise de Conteúdo.  Assim, obteve-se como resultados da pesquisa os destaques das potencialidades do currículo analisado em relação à sustentabilidade e apontamentos sobre as possibilidades de aprimoramento contínuo do ensino. Identificou-se que o curso foi criado para atender as demandas econômicas, sociais e científicas da região onde está localizado, considerando a necessidade de profissionais com formação em química. Destaca-se a presença da sustentabilidade em todas as etapas do curso em unidades curriculares, disciplinas e bibliografias específicas. Recomenda-se, para aprimoramento, disponibilizar mais espaços de discussão sobre o tema e proporcionar aos docentes cursos de formação continuada com a temática ambiental. Sugere-se, para trabalhos futuros, realizar observação, entrevistas e questionários com alunos e professores do curso para compreender como a sustentabilidade está presente neste espaço escolar, para além do PPC.

Biografia do Autor

Tarusa Carvalho Pereira da Silva Luna, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC) - Campus Florianópolis

Graduada em Administração de Empresas, Analista de Suporte e Relacionamento. E-mail: tarusa.cpsl20@aluno.ifsc.edu.br.

Jaqueline Tondato Sentinelo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - Campus Florianópolis

Graduada em História (UEM, 2006) e Mestre em História e Sociedade (UEM, 2011). Docente na carreira Educação Básica Técnica e Tecnológica (EBTT). Instituto Federal de Santa Catarina, Campus Florianópolis. E-mail: jaqueline.sentinelo@ifsc.edu.br.

Publicado
2022-11-14
Seção
[Comunicação] Multidisciplinar