Teoria e prática em sala de aula correlacionado com o projeto de extensão da Universidade Feevale

Margarete Blume Vier

Resumo


As universidades, ao longo dos anos, sofreram inúmeras mudanças, entre elas, a responsabilidade de não somente ensinar, mas de interligar o conhecimento, o ensino, a pesquisa e a extensão. O artigo 207 da Constituição Federal de 1988 trata, especificamente, da obrigatoriedade das Universidades seguirem o princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. Dresch e Puhl (2016) afirmam que esta interligação está relacionada com o sentido de existir das Universidades. Através deste estudo, busca-se responder se a teoria, quando aplicada na prática, através de projetos de extensão, demonstra-se eficaz. O trabalho tem como objetivo analisar a importância da indissociabilidade entre a sala de aula e o projeto de extensão Gestão em Empreendimentos que Produzem Alimentos em Pequena Escala da Universidade Feevale. Para responder ao problema de pesquisa, foram convidadas três beneficiadas do projeto de extensão à participarem da disciplina de Metodologia e Análise de Custos nos semestres 2016/02 e 2017/01 do curso de Administração de Empresas. Para atingir o objetivo, foi lançado o seguinte desafio: os alunos deveriam aplicar a teoria estudada durante o semestre, nas demandas dos beneficiados do projeto de extensão que aceitaram participar do estudo. A priori deveriam ser identificados todos os custos fixos e variáveis envolvidos no desenvolvido dos produtos, e além disso, encontrar o preço de venda e o seu ponto de equilíbrio. Percebeu-se, nas aulas destinadas a realização deste trabalho, um maior empenho e preocupação por parte dos acadêmicos, o que não foi verificado nos exercícios desenvolvidos ao longo do semestre. Os alunos envolveram-se de tal forma que desenvolveram outras competências não solicitadas, indo além do tema proposto, como por exemplo, formas alternativas de marketing para tornar o produto mais conhecido, competitivo e superar o ponto de equilíbrio em suas vendas. Ao final do semestre, os grupos apresentaram os resultados obtidos e salientaram que o aprendizado teórico da disciplina pode perfeitamente ser expandido para a parte prática, gerando maior compreensão sobre os temas abordados. Já as beneficiadas que participaram do trabalho desenvolvido pelos acadêmicos, relataram a satisfação de participarem do estudo e enfatizaram que as sugestões apresentadas pelos alunos são de fundamental importância. Portanto, esta forma de trabalhar em sala de aula, pode perfeitamente apresentar a correlação entre sala de aula e projetos de extensão, demonstrando-se relevante e satisfatória, uma vez que os acadêmicos e as beneficiadas do projeto de extensão demonstraram interesse e contentamento no desenvolvimento do estudo.

Palavras-chave


Extensão; Sala de aula; Teoria e prática

Referências


DRESCH, Oberson Isac; PUHL, Mário José. Revista Di@Logus, Vol 5 nº1;2016 Disponível em Acesso em 17 de agosto de 2017.

BRASIL, 1988. Constituição Federal do Brasil. Disponível em Acesso em 17 de agosto de 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ENPEX - Salão de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFRS Campus Canoas - ISSN 2359-3202

IFRS campus Canoas - Rua Dra. Maria Zélia Carneiro de Figueiredo, 870-A | Bairro Igara III | Canoas/RS.

Conheça nossos cursos técnicos e graduação: http://ifrs.edu.br/canoas | E-mail: enpex@canoas.ifrs.edu.br