Mobilidade urbana sustentável e o IFRS: um estudo nos campi Canoas e Viamão

Alessandra Bindani Furtado, Mariele da Silva Fontana, Lisiane Celia Palma, Simone Maffini Cerezer, Luiza Venzke Bortoli

Resumo


Mobilidade Urbana Sustentável é o resultado de um conjunto de políticas de transporte e circulação que visam proporcionar acesso amplo e democrático ao espaço urbano, através da priorização dos modos de transporte coletivo e não motorizados de maneira efetiva, socialmente inclusiva e ecologicamente sustentável – de acordo com o Ministério das Cidades. Devido ao crescimento da população e suas consequências, como a grande concentração de pessoas vivendo nas grandes cidades e regiões metropolitanas, Canoas, como as outras cidades metropolitanas, tem como um grande problema o de mobilidade urbana. Neste contexto, em 2016, o projeto Transportes e Mobilidade Sustentável na Região Metropolitana de Porto Alegre foi desenvolvido com o objetivo de analisar de que forma as dificuldades de mobilidade urbana afetam a qualidade de vida dos estudantes e servidores do IFRS campus Canoas, bem como estudar possíveis soluções para o problema da mobilidade no campus visando à mobilidade urbana sustentável. Uma das alternativas que estão sendo desenvolvidas no campus, pelo projeto, para o problema da mobilidade e que tem como enfoque a solução compartilhada de problemas, é a carona solidária, que é o uso compartilhado de um automóvel particular por duas ou mais pessoas. Cabe destacar que a dificuldade de deslocamento até o campus Canoas é agravado pelo fato deste localizar-se em uma região periférica da cidade, onde o acesso por meio do transporte público é limitado, sendo feito por uma única empresa de transporte que disponibiliza apenas uma linha de ônibus que vai até o local, em horários limitados. Em 2016, a coleta de dados da pesquisa foi feita através da aplicação de um questionário junto aos estudantes e servidores do IFRS campus Canoas. Os resultados dessa coleta mostraram que o meio de transporte mais utilizado para deslocamento dos servidores e estudantes até o campus é o automóvel, seguido do ônibus. Os principais motivos apontados pelos respondentes que os fazem optar pelo uso do automóvel foram: economia de tempo e dificuldade de acesso ao local de destino. No caso daqueles que utilizam ônibus, foram apontados como principais motivos: o fato de não possuírem veículo próprio e o baixo custo. Foi identificado também que o fato de ficar preso no trânsito causa impacto na produtividade da maioria dos respondentes. Quanto à carona solidária, a grande maioria dos respondentes mostraram interesse em utilizá-la no campus, de diferentes modos, tanto como ofertante quanto como demandante da carona. Em 2017, o projeto foi renovado e ampliado, buscando envolver outros campi. Assim, neste ano, o mesmo questionário foi aplicado no IFRS - campus Viamão, no intuito de fazer um comparativo entre os dados, verificando, por exemplo, se os problemas referentes à mobilidade são similares e tem os mesmos impactos na qualidade de vida dos estudantes e servidores de ambos campi. Neste momento, o estudo encontra-se na fase de tabulação e análise dos dados. Os resultados poderão colaborar para que se identifiquem os principais problemas referentes à mobilidade nos campi do IFRS e para que se busque soluções em conjunto para melhorar a mobilidade na região.

Palavras-chave


Transporte; Mobilidade; Sustentabilidade

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ENPEX - Salão de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFRS Campus Canoas - ISSN 2359-3202

IFRS campus Canoas - Rua Dra. Maria Zélia Carneiro de Figueiredo, 870-A | Bairro Igara III | Canoas/RS.

Conheça nossos cursos técnicos e graduação: http://ifrs.edu.br/canoas | E-mail: enpex@canoas.ifrs.edu.br