Os arquitetos e o autoritarismo: uma análise sobre o planejamento urbano da RMPA a partir do Sindicato dos Arquitetos do Rio Grande do Sul (1970-1980)

Edison Luis Amaral de Moura

Resumo


A presente comunicação se propõe a analisar a formação da Região Metropolitana de Porto Alegre/RMPA sob ponto de vista de alguns dos profissionais envolvidos no projeto de seu planejamento, durante a década de 1970. Nesse sentido, busca-se trazer à tona a trajetória do Sindicato dos Arquitetos do Rio Grande do Sul/SAERGS, utilizando como fonte de pesquisa principal o livro “Sindicato dos Arquitetos no Rio grande do Sul: memórias de quatro décadas”. A obra, analisada por meio da metodologia da análise de de conteúdo, enfatiza o Programa de Assistência Técnica Gratuita à Moradia Econômica/ATME, além da importância do SAERGS na criação da Central Única dos Trabalhadores/CUT. Entre outros temas, a pesquisa busca aprofundar o debate sobre a questão de gênero, a partir da participação feminina na composição de todas a diretorias do SAERGS desde a sua fundação, em novembro de 1973, até a posse da primeira mulher no cargo de presidente do sindicato, Helga Correa Pereira. Para isso, nos valemos de trechos de uma entrevista concedida pela arquiteta, formada pela UFRGS em 1973. A pesquisa está associada a um projeto de pesquisa mais amplo que investiga a história e memória social sobre à Região Metropolitana de Porto Alegre/RMPA a partir de um acordo de cooperação técnica firmado entre o Brasil e a Alemanha, no ano de 1963, cuja principal consequência foi a elaboração do plano de desenvolvimento metropolitano. Nesses termos, a problemática de estudo está centrada na discussão das nuances entre promoção técnica, por um lado, e do autoritarismo, por outro, no contexto da Ditadura Civil-Militar brasileira (1964-1995), visando a compreender em que medida a circulação de ideias sobre o planejamento urbano da Região Metropolitana de Porto Alegre e seus desdobramentos sociais, como a criação de inúmeros loteamentos e áreas industriais, esteve envolto no projeto desenvolvimentista brasileiro. O trabalho pretende agregar contribuições às áreas de estudo dedicadas à história do planejamento urbano no Brasil e às relações internacionais do Brasil no período ditatorial.

 

 

Palavras-chave


Região Metropolitana de Porto Alegre; Ditadura Civil-Militar; Sindicatos dos Arquitetos do Rio Grande do Sul

Referências


BONDUKI, Nabil Georges. Origens da habitação social no Brasil: arquitetura moderna, lei do inquilinato e difusão da casa própria. São Paulo: Estação Liberdade, 1998.

MELLO, Bruno Cesar Euphrasio de. Sindicato dos Arquitetos no Rio grande do Sul: memórias de quatro décadas (1978-2013). Porto Alegre: Livraria do Arquiteto, 2014.

VIEGAS, Danielle Heberle. O PLANEJAMENTO DA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE A PARTIR DA COOPERAÇÃO TÉCNICA ENTRE O BRASIL E A REPÚBLICA FEDERAL DA ALEMANHA (1963-1978). 2016. 325 f. Tese (Doutorado) - Curso de História, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul/pucrs., Porto Alegre, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ENPEX - Salão de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFRS Campus Canoas - ISSN 2359-3202

IFRS campus Canoas - Rua Dra. Maria Zélia Carneiro de Figueiredo, 870-A | Bairro Igara III | Canoas/RS.

Conheça nossos cursos técnicos e graduação: http://ifrs.edu.br/canoas | E-mail: enpex@canoas.ifrs.edu.br